Sempre lembrando: Entrou o Islã na Europa e o Presépio foi banido até por bispos e prefeitos


21.01.2016 -

n/d

No último Natal, o pároco de San Biaggio, na cidade de Monza, norte da Itália, decidiu cancelar a missa no instituto “Ente Católico de Formação Profissional”.

A decisão foi traumática para alunos e pais de família que estudam numa escola onde uma bela imagem de Nossa Senhora acolhe os estudantes todos os dias, segundo “Il Corriere della Sera”.

O Menino Jesus proibido em dioceses italianas para não desagradar os islâmicos.
A pungente capa da revista “Tempi” que evoca “a justiça de Herodes”

n/d

O pároco alega que os estudantes muçulmanos podem ficar chocados com “um ato de culto forte demais não só para quem professa uma fé diversa (leia-se os islâmicos), como também para aqueles que não frequentam a igreja”.

Com esse argumento não haverá mais missa de Natal na escola, e nem mesmo em toda a cidade.

O diretor da escola tentou explicar ao corpo de professores que “a missa não será feita para não discriminar”. Em seu lugar haveria um ato laico “com cantos e projeções de imagens”.

Na escola há muitas imagens católicas e os alunos muçulmanos nunca criaram problema.

O Instituto tem mais quatro escolas na região, onde a missa será celebrada como de costume.

“Nos anos passados os rapazes islâmicos iam à igreja com toda a classe sem problema. Em cada sala de aula há um crucifixo. Nós damos três horas de instrução religiosa. Há sanduíches de salame e jamais ninguém se sentiu ofendido [O Corão proíbe comer carne de porco]. Que sentido tem renunciar agora à missa?”  – perguntavam os professores.

A decisão do pároco Pe. Marco Oneta está em sintonia com a nova pastoral de acolhida aos imigrantes de maioria maometana. Mas o sacerdote sente que sua atitude soa em falso e tenta se defender da suspeita de uma traição à identidade católica italiana.

Em Pádua, a cidade de Santo Antônio, o bispo D. Claudio Cipolla, falando à rádio Rete Veneta no fim da missa na catedral, justificou que não se montem presépios, invocando para isso os apelos do Papa Francisco.

(Francisco numa mesquita, junto aos muçulmanos, rezando para Alá)

n/d

Monsenhor Claudio Cipolla bispo progressista, da “esquerda católica”, adepto do Concílio Vaticano II, abre as portas ao Islã e as fecha ao Menino Jesus!

n/d

Ele acrescentou: “Darei um passo atrás para manter a paz. [...] Não podemos usar as religiões para alimentar conflitos ou tensões inúteis”, em referência à presença de imigrantes muçulmanos na cidade, segundo o jornal local “Il Mattino di Padova”.

O presidente da Região Veneta, onde fica Pádua, deplorou a injustiça da proibição, que desmoraliza os católicos.

Para maior escárnio, o líder islâmico da região, o imã Kamel Layachi, apontou o absurdo da interdição, dizendo: “Cristãos, defendei o presépio! Ninguém evoque discórdias”, noticiou “Il Mattino di Padova”.

Sinal dos Tempos, Kamel Layachi: o imam islâmico do Veneto manifestou-se menos “cristofóbico” do que o próprio bispo de Pádua

n/d

Segundo Kamel, “quem proíbe ou bane o presépio das escolas, ou está animado por um espírito laicista ou por uma atitude ateia”. Essa autoridade islâmica acrescentou que não hesitaria em visitar o presépio junto com seus filhos.

Na França, numerosas prefeituras se puseram em pé de guerra após a Associação Nacional de Prefeitos – AMF recomendar que não sejam montados presépios nas instalações municipais do país. O pretexto foi “fortalecer os valores republicanos” após os ataques do terrorismo islâmico em Paris, noticiou o site Infocatólica. http://infocatolica.com/?t=noticia&cod=25469

A prefeitura de Béziers e o conselho departamental de La Vendée, entretanto, obtiveram ganho de causa na Justiça em favor dos presépios, arguindo se tratar de uma tradição francesa.

O prefeito de Béziers, Robert Ménard, lidera uma rebelião de prefeitos contra a AMF.

Porém, o presépio na prefeitura de Melun, cidade próxima de Paris, foi proibido por um tribunal administrativo de apelação. “Poremos um cartaz no local explicando por que não está o Menino Jesus e nossa oposição a essa decisão da Justiça”.

Diante da movimentação dos prefeitos favoráveis aos presépios, a AMF apelou ao Ministério do Interior dirigido por um ministro socialista radicalmente anticristão, para que emita uma norma específica sobre o caso.

Diante da Sagrada Família e da grande festa do Natal de 2015, laicistas e clérigos progressistas especialmente, manifestaram um ódio todo especial, maior que o dos islâmicos, fechando as portas do catolicismo e abrindo-as ao Islã invasor.

Fonte: www.abim.inf.br

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Vou novamente lembrar o seguinte:

Disse o Arcebispo francês Marcel Lefebvre: "Eu acredito sinceramente que estamos tratando com uma falsificação da Igreja, e não com a Igreja católica. Por quê? Porque eles não ensinam mais a fé católica. Eles não defendem mais a fé católica. E não somente eles não ensinam mais a fé católica e não defendem mais a fé católica, mas eles ensinam outra coisa, eles arrastam a Igreja para algo diferente da Igreja católica. Esta não é mais a Igreja católica. Se acontecesse do papa não fosse mais o servo da verdade, ele não seria mais papa. Não poderíamos seguir alguém que nos arrastasse ao erro. Isto é evidente. Não sou eu quem julga o Santo Padre, é a Tradição. Eis porque estamos prontos e submissos para aceitar tudo o que for conforme à nossa fé católica, tal como foi ensinada durante dois mil anos mas recusamos tudo o que lhe é contrário, estou com vinte séculos de Igreja, e estou com todos os Santos do Céu! Então cabe a nós julgarmos a fé católica? Mas não será dever de um católico julgar entre a fé que lhe ensinam hoje e a que foi ensinada e crida durante vinte séculos e que está escrita nos catecismos oficiais como o do Concílio de Trento, o de São Pio X e em todos os catecismos antes do Vaticano II? Como foi que agiram os verdadeiros fiéis diante das heresias? Preferiram dar o sangue a trair sua fé. A Igreja não pode errar naquilo que ela tem ensinado durante dois mil anos, isso é absolutamente impossível. E é por isso que estamos ligados a essa tradição, que se expressou de um modo admirável e definitivo".

Disse ainda o Arcebispo Dom Marcel Lefebvre: "Não há salvação por meio do Islão. Não há Igreja budista no Céu, nem Igreja protestante. São coisas que podem parecer duras de ouvir, mas esta é a verdade".

 

Veja também...

Francisco na viagem a África: Entrou numa Mesquita, e virado para Meca, reverenciou a Maomé e de fato adorou a Alá. Você que se daclara católico aprova uma apostasia destas?

Francisco deu mais um passo para a formação da religião ecumênica do anticristo, com um video pedindo a união de todas as religiões, uma mensagem que todos os caminhos levam a Deus, ninguém necessita mais converter-se a Igreja Católica

Papa Francisco: Eucaristia para os Luteranos? Francisco visita Igreja Luterana e ofereceu de presente um cálice para os Luteranos

Os judeus não precisam de Cristo para serem salvos. O Vaticano promove a rejeição de Jesus como Messias Salvador e dá um grande passo para ascensão do anticristo. Francisco, falso profeta, acabou de acelerar esse processo

Quando a Maçonaria decide ajudar o Papa. Grão Mestre da Grande Loja Maçônica declara com alegria: Com Papa Francisco, nada será como antes

A contra-igreja, corpo místico de satanás

A Fumaça de Satanás na Igreja: Podemos reconhecer e resistir?

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne