Imagem de Lula na cruz faz comparação com Jesus Cristo e afronta cristãos


20.07.2017 -

A imagem do ex-Presidente Lula pendurada em uma cruz junto com a de Jesus Cristo faz comparação entre a condenação do Filho de Deus e o homem acusado de chefiar o maior esquema de corrupção na história do Brasil

n/d

Em ato de manifestação favorável a Lula, condenado na Lava Jato por crime de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio, sindicalistas do Recife, na capital pernambucana, resolveram traduzir na prática os delírios do ex-Presidente ao se comparar com Jesus Cristo. Na mesma cruz em que consta uma imagem de Cristo, os devotos da "luladolatria" puseram a foto de Lula, insinuando uma condenação injusta.

É típico de regimes autoritários e seitas das mais bizarras, o culto a personalidade. É assim na Coreia do Norte, em Cuba, na China e na Venezuela, bem como em milhares de outras devoções, onde pessoas, meros mortais, são "adoradas" e vistas como salvadoras. Tal fenômeno ocorre e ganha força especialmente em populações carentes, com falta de informação, por serem facilmente manipuláveis.

A foto de Lula na cruz reflete as palavras do próprio Lula, ao que parece, em episódios de delírio. Foi ele, por exemplo, que em 2010 se comparou a Cristo, durante a primeira campanha eleitoral para Dilma Rousseff.

Na ocasião, ele disse durante um discurso em Garanhuns, Pernambuco, que “meu corpo estaria mais arrebentado que o corpo de Jesus Cristo depois de tantas chibatadas”, em uma insana comparação com o sofrimento de Jesus Cristo. Na época, Lula procurava se desvencilhar das suspeitas do seu envolvimento no caso do mensalão, do qual também já afirmada "não saber de nada".

Em março desse ano, durante um depoimento em um dos cinco processos que responde como réu na Lava Jato, Lula também fez outra referência se comparando a Deus. Ao ser peguntado sobre as frequentes citações do seu nome por delatores, Lula disse:

“Doutor, se o senhor soubesse quanta gente usa meu nome em vão… De vez em quando, eu fico pensando que as pessoas tinham de ler mais a Bíblia para não usar tanto meu nome em vão”, referindo-se a um dos dez mandamentos bíblicos em que Deus proíbe a menção indevida do seu nome.

Precisa de exemplo mais claro de um delírio religioso do que este? Por menos já foram dados diagnóstico de esquizofrenia em pessoas que disseram ser "deuses", o que não parece muito distante de quem se considera a "alma mais honesta do mundo".

Se Lula tivesse um pingo de vergonha na cara, faria uma nota de esclarecimento e solicitaria que seu nome ou imagem jamais fossem utilizados indevidamente em comparações que afetam a fé alheia. Todavia, vergonha na cara não é algo que Lula pareça ter, seu comício em pleno velório da falecida esposa ilustra muito bem essa verdade.

Resta aos cristãos, em especial, e pessoas de bom senso em geral, terem o devido bom senso e aprenderem de uma vez por todas que alguém capaz de fazer tais comparações, alimentando em seus seguidores os mesmos delírios, não merece qualquer tipo de confiança.

Fonte: www.opiniaocritica.com.br

 

Veja também...

Do que um apóstolo da Teologia da Libertação é capaz: Padre de Minas Gerais compara as investigações criminais contra o ex-Presidente Lula com a Paixão de Jesus

A Fumaça de Satanás na Igreja: Frei Beto diz que ex-presidente Lula é o messias que vai salvar o Brasil

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne