Padre Divino Antônio Lopes: A Perseverança - Sereis odiados de todos por causa de meu nome, mas aquele que perseverar até o fim será salvo (Mateus 10, 22)


12.08.2017 -

n/d

(Pregado na Capela de São José, Vila São José, Jaraguá-GO, no encerramento do primeiro dia da Santa Missão, no dia 21/12/1991, sábado, às 17:00 h., na celebração da Santa Missa)

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nesse primeiro dia de missão aqui na Vila São José, quero falar-lhes sobre a perseverança.

Nesse mundo cheio de pessoas indecisas e fracas, é preciso tocar com força o sino da perseverança, com  a sincera intenção de acordá-las e ajudá-las a percorrerem com convicção e firmeza o caminho da salvação.

A falta de perseverança tomou conta da humanidade, a crise é total; na vida religiosa, no casamento, no estudo, no trabalho, etc., e um dos remédios para perseverarmos no bem, é justamente refletir sobre a perseverança.

1º PONTO

O QUE É A PERSEVERANÇA?

A perseverança: “Consiste em lutar e sofrer até o fim, sem sucumbir ao cansaço, ao desalento ou à moleza” (Ad. Tanquerey, Compêndio de Teologia Ascética e Mística, 1093).

Perseverar, é conservar-se firme e constante; é continuar, perdurar; permanecer sem mudar ou sem variar de intento.

É importante lembrar com freqüência, de que a verdadeira perseverança consiste em lutar e sofrer até o fim, percorrendo sempre pelo caminho da santidade, e lutando para conquistar aquilo que agrada ao Senhor Deus; isto é, a perseverança só é verdadeira, quando ela está unida à fidelidade ao Senhor Deus.

Muitas pessoas chegam também até o fim, mas como carros desgovernados, causam muitos estragos e cometem  muitos delitos para chegarem à meta desejada, isto é, foram infiéis durante a vida, e por isso, não agradaram ao Senhor, porque tentaram subir na vida pisando no próximo; essa é a falsa perseverança.

 

2º PONTO

A PERSEVERANÇA NA BÍBLIA

n/d

Prezados fiéis, para  fortalecê-los ainda mais, citarei algumas passagens da Sagrada Escritura sobre a perseverança:

“Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt 10, 22).

Nosso Senhor fala da verdadeira perseverança, daquela percorrida pelo caminho da luz e da verdade, daquela que visa somente o bem: “Não digas: “É ele que me faz errar”, porque ele não tem necessidade de um homem pecador” (Eclo 15,12).

Ele diz que será salvo, somente aquele que perseverar até o fim, e não aquele que fica sentado à beira do caminho, “adorando” a moleza e a preguiça: “O desalento é inimigo da tua perseverança. - Se não lutas contra o desalento, chegarás ao pessimismo, primeiro, e à tibieza, depois. - Sê otimista” (São Josemaría Escrivá, Caminho, 988),e: “Tu, meu irmão, que abandonaste o pecado e esperas, com razão, que tenham sido perdoadas as tuas culpas, gozas da amizade de Deus; todavia ainda não estás salvo, nem o estarás enquanto não tiveres perseverado até ao fim” (Santo Afonso Maria de Ligório, Preparação para a Morte, Consideração XXXI, Ponto I).

No esporte, ganha o prêmio o time que foi campeão; no trabalho, ganha o salário, o funcionário que trabalhou honestamente e durante o mês inteiro; no colégio, recebe o elogio, o aluno que se destacou no comportamento e na média, etc., e na vida espiritual não é diferente, com certeza Deus dará o prêmio eterno, somente para aquele que perseverar até o fim: “Não é ao que começa que se oferece o prêmio, mas sim, unicamente, ao que persevera” (São Bernardo de Claraval, Sermo VI de modo bene vivendi).

“Ao vencedor, conceder-lhe-ei comer da árvore da vida que está no paraíso de Deus” (Ap 2, 7).

Não é ao derrotado ou fracassado que é oferecido o prêmio, e sim, ao vitorioso, àquele que luta permanecendo fiel à Lei de Deus, e que não foge do campo de batalha: “Não podemos parar. O Senhor pede-nos uma luta cada vez mais rápida, cada vez mais profunda, cada vez mais ampla. Somos obrigados a superar-nos, porque nesta competição a única meta é a chegada à glória do céu. E se não chegássemos ao céu, nada teria valido a pena” (São Josemaría Escrivá, Cristo que passa, nº 77).

Caríssimos fiéis, perseverança não é fogo de palha, e muito menos empurrar a vida como se ela fosse um monte de barro. Para obter a vitória, é preciso olhar sempre para frente, com o coração cheio do verdadeiro entusiasmo, agarrado com convicção e amor à cruz, com a alma mergulhada na constante e devota oração; somente assim chegaremos à meta final com sucesso, sem jamais retroceder: “Começar é de todos; perseverar, de santos” (São Josemaría Escrivá, Caminho, 983), e: “Muitos começam bem, mas poucos são os que perseveram” (São Jerônimo, Lib. I contra Jovinianum).

 

3° PONTO

SÃO VALÉRIO E A PERSEVERANÇA

Para concluir, quero falar-lhes sobre a perseverança de São Valério, para mostrar-lhes que a perseverança está ao alcance de todos.

Uma noite de inverno em que nevava e soprava um vento geladíssimo, São Valério, após vários dias de caminhada, chegou a Amiens.

Estava todo molhado, cansado, com frio e com fome. Por sorte, achou aberta uma estalagem, e ali pediu hospitalidade por aquela noite. Mas, quando se pôs perto do fogo para se enxugar e reanimar-se, percebeu que as pessoas que ali se achavam mantinham conversas obscenas. E disse: “Se Deus pedirá conta mesmo de uma só palavra inútil, que não fará por estas que vós dizeis?”

Mas eles não cederam, antes diabolicamente redobraram as obscenidades, e começaram a maltratar o santo. Este, quando os viu irredutíveis, disse: “Melhor o frio do que o fétido das vossas palavras”. E saiu.

Era noite escura e nevava: todas as casas estavam fechadas, nem uma luz transluzia mais através das janelas. E o santo achou-se na estrada, molhado e faminto, sob o açoite de um vento gélido, com tanto caminho ainda por fazer.

Se cada católico fosse perseverante em seus propósitos, com certeza o mundo seria melhor. Se cada católico seguisse o exemplo de perseverança e força de São Valério, teríamos mais santos na nossa Santa Igreja.

Caríssimos fiéis, peçamos todos os dias a Nosso Senhor, a graça de perseverarmos em nossos propósitos; somente assim entraremos na Pátria Celeste.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Padre Divino Antônio Lopes FP. -  “A perseverança”.

Fonte: www.filhosdapaixao.org.br

 

Veja também...

Padre Divino Antônio Lopes: Os covardes dizem Sim a Barrabás

Padre Divino Antônio Lopes: Esse mundo inimigo de Deus, trava uma terrível batalha contra Jesus Cristo e seus seguidores

Padre Divino Antônio Lopes: Os Santos são chamados pelos mundanos de loucos e fanáticos aqui nesse mundo, mas eles serão tomados de surpresa no dia do Julgamento, quando virem os loucos num trono de glória

Padre Divino Antônio Lopes: Jesus Cristo; o Grande Missionário

Lembrando o Padre Divino Antônio Lopes: O ingrato possui a memória curta, esquece em um segundo todo o bem que lhe foi feito e trata com desprezo o seu melhor benfeitor

Não sois inocentes diante das vossas omissões: Quando começamos a destroçar a fé, a negociá-la, a vendê-la à melhor oferta, começamos o caminho da apostasia, da não fidelidade ao Senhor

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne